Conheça a importância da cenografia para o audiovisual

Muita gente não percebe, mas no teatro, na televisão e no cinema, os cenários ajudam a contar uma história tanto quanto os próprios atores. Imagine como seria a franquia O Senhor dos Anéis se a floresta dos elfos não fosse condizente com a história? Como você pode perceber, cenografia e audiovisual são coisas que andam bastante juntas. Se você quer saber mais sobre o assunto, continue lendo este post! Temos muita coisa para contar para você:

Os tipos de cenografia

Bastante relacionada com a arquitetura, a cenografia cuida de projetar instalações de cenários para espetáculos teatrais ou obras audiovisuais. E esses cenários podem ser de 2 tipos:

  1. Externos, como os parques temáticos da Disney;
  2. E internos, aqueles que reproduzem lugares como bares e salas, normalmente dentro de um estúdio de gravação ou teatro.

Em ambos os casos, os responsáveis por montar o cenário devem levar em conta o tipo de produção que será encenada por ali para que eles possam criar a ambientação correta, assim como a luz do lugar, o som, a quantidade de pessoas que estarão presentes em cena e, em casos de cenários externos, a previsão do tempo para o período de gravação.

Vale lembrar que todo esse cuidado vale a pena, afinal, a cenografia muitas das vezes é uma parte importante para a condução de uma história.

A cenografia no cinema

No cinema existem grandes diretores que ficaram famosos por causa do seu cuidado com os detalhes dos cenários. Tim Burton fez bonito com o cenário do castelo onde vivia o protagonista de Edward Mãos de Tesoura e a Gotham City do seu Batman, de 1989.

Hoje em dia o diretor Wes Anderson (de O Grande Hotel Budapeste) é outro profissional reconhecido por elaborar cenários capazes de não apenas compor, mas também contar histórias.

Outro grande exemplo de cenografia bem aplicada no cinema está no premiado Dogville, do diretor Lars von Trier. Um filme no qual o cenário é praticamente o mesmo de um teatro, composto por marcações no chão — mas muito bem iluminado e com um excelente trabalho de mixagem de som.

Os cenários da TV

Quando falamos de cenografia na TV, automaticamente nos lembramos das famosas novelas e minisséries — como a excelente Hoje É Dia de Maria, que elevou a cenografia televisiva para outro patamar quando foi ao ar. No entanto, os telejornais e até os programas matinais também precisam desse tipo de trabalho.

Noticiários como o Jornal Nacional, por exemplo, precisam passar diversas informações diferentes, como as notícias principais (e aqui quem ganha peso é a bancada), a previsão do tempo (que precisa ter um cenário que mostre facilmente o mapa do país e suas alterações climáticas) e até uma outra parte destinada às cenas de opinião.

Além disso, os telejornais hoje em dia costumam usar algum tipo de fundo transparente para que seja possível enxergar o trabalho dos jornalistas e produção ao fundo, dando ainda mais veracidade e profissionalismo para aquele programa.

Você gostou do nosso post? Ficou com alguma dúvida sobre a relação cenografia e audiovisual? Então registre aqui o seu comentário ou a sua pergunta